Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 1173 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
Tatuagem de cachorro: conheça a nova moda do mundo pet

A tatuagem para cachorro é feita com tinta com pequenos cristais, aplicada sobre os pelos do animal Foto: Divulgação
A tatuagem para cachorro é feita com tinta com pequenos cristais, aplicada sobre os pelos do animal

Uma nova tendência da moda canina começou a ganhar espaço nos Estados Unidos. Trata-se da tatuagem para cachorro. Segundo o jornal Daily Mail, as tattoos são, na verdade, uma pintura feita com uma tinta brilhante que formam desenhos de flores, borboletas, corações e formas variadas sobre o pelo dos cães.

O pet stylist Jorge Bendersky, cuja lista de clientes inclui nomes como Ralph Lauren, afirmou ao DNAinfo que o número de reservas no Dog Spa, em Nova York, onde ele atende, tem sido muito grande desde o lançamento do serviço. A aplicação custa US$ 100 (cerca de R$ 200) e dura algumas semanas. A tatuagem normalmente é feita no quadril do animal.

Com um estêncil Jorge esboça um desenho colorido nas costas dos cachorros. Em seguida, ele utiliza uma cola especial para pets para fixar o glitter e as pedrinhas de strass. Para finalizar, o especialista aplica um spray que garante a fixação por até três semanas.

Fallon O'Brien decidiu tatuar seu Chihuahua, Fletch, de 7 anos, com o desenho de uma borboleta. Segundo ela, essa seria uma forma de fazer seu bichinho de estimação se destacar sem gastar centenas de dólares em roupas extravagantes. 'Ás vezes eu e meu cachorro nos vestimos com a mesma cor como se estivéssemos indo para um evento de tapete vermelho. Mas durante o verão, é muito quente para fazê-lo usar roupas', explicou. Randy Mark foi outro cliente que enxergou na tatuagem uma alternativa de acessório para sua cachorra, Jackie.

A amiga do pet stylist, Joanie Pelzer, que tem um chihuahua de oito anos chamado Hubble, disse que achou a ideia de tatuar seu cão estranha inicialmente, mas depois confiou em Jorge. 'Pensei que era loucura. Eu nunca tinha ouvido falar disso antes. Mas como Jorge é muito criativo achei que seria interessante', explicou. Depois da aplicação, Hubble chamou muita atenção durante seus passeios pelo Central Park.

O pet stylist Jorge Bendersky é um dos divulgadores da nova tendência norte-americana Foto: Reprodução/Facebook
O pet stylist Jorge Bendersky é um dos divulgadores da nova tendência norte-americana

Jeanine Pepler expressou um sentimento similar após “tatuar” uma rosa no quadril de sua Buldog, Violet. 'É uma bobagem e é divertido, eu gostei. As pessoas do meu escritório e do Facecebook também gostaram ', disse ela.

A demanda pela arte corporal em cães se estende pelos Estados Unidos. Daw Omboy, que dirige um salão de pets em Columbus, Georgia, garante que a tendência de tatuagens de cristal vem crescendo muito. 'Até as pessoas de cidades remotas estão fazendo', garante. Por isso, ele passou a ministrar oficinas que ensinam a fazer os apliques de forma segura, higiênica e criativa ao redor do mundo.  

Segundo os especialistas, a tatuagem canina não é prejudicial ao animal desde que seja feita com os produtos corretos e da maneira certa. 'Há muitos produtos no mercado feitos para ‘embelezar’ os pets e a segurança deles depende do uso ou não de ingredientes potencialmente tóxicos. Os animais exploram o mundo através da boca, por isso é muito provável que lambam qualquer coisa aplicada sobre sua pele ou pelo. Embora possamos achar que alguma coisa é fofa, a segurança e bem-estar do seu bicho de estimação deve vir em primeiro lugar', afirmou a veterinária Tina Wismer, diretora do Centro de Controle de Intoxicação Animal da ASPCA. Segundo a especialista, é importante pesquisar que produtos serão usados antes de iniciar qualquer procedimento no cão. Já o pet stylist garante que seus clientes de quatro patas aprovam as tatuagens.

No mês passado um tatuador na Carolina do Norte gerou polêmica ao fazer uma tatuagem permanente em Duquesa, uma pitbull de cinco meses. Ele alegou que a arte foi feita para facilitar a identificação do animal, mas recebeu acusações de ter sido uma ação “cruel” e “desrespeitosa”. Enquanto as ‘tattoos’ conquistam os norte-americanos outra tendência ganha espaço no Reino Unido. O procedimento, já famoso na Inglaterra, usa tosa e tinta especial para criar desenhos em relevo nos animais. Esses desenhos duram cerca de 14 semanas.


Fonte: Terra Notícias - Publicado neste site em 11/05/2013

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui