Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 222 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
ANIMAIS DE COMPANHIA - A gripe dos cães é o principal inimigo do pet no inverno. Saiba como protegê-lo.

Assim como os humanos, os pets também precisam de cuidados especiais para ficar protegidos contra as doenças típicas do inverno, como as respiratórias. Os ambientes fechados e sem ventilação facilitam a transmissão de microorganismos entre os animais. Os profissionais de canis, pet shops e os proprietários de animais, precisam tomar algumas precauções para evitar a transmissão de várias enfermidades.
De acordo com Leonardo Brandão, Doutor em Medicina Veterinária e Gerente de Produto da Merial Saúde Animal é preciso ficar atento aos primeiros sintomas apresentados pelos cães e gatos. 'Existem várias doenças que podem acometer os pets no inverno, mas, nessa época do ano, devemos destacar as doenças respiratórias. Cães e gatos podem sofrer de doenças parecidas com a gripe humana, com sintomas como secreção nasal, tosse e espirros', comenta. Tanto a gripe canina, também conhecida como tosse dos canis ou traqueobronquite infecciosa canina, quanto a gripe dos gatos ou rinotraqueíte felina, são transmitidas de animal para animal por meio de secreções nasais. Nessa época do ano, devido ao frio, os animais são mantidos juntos e em lugares fechados, o que facilita a transmissão do dos agentes da gripe.
 
Outra recomendação importante de Leonardo Brandão é ficar de olho na evolução dos sintomas da gripe e estar em dia com a vacinação contra essa e outras doenças. 'Cães com cinomose, doença viral transmitida entre cães e que pode levar à morte, pode apresentar sintomas similares aos da gripe canina. Por isso, é necessária atenção especial aos animais doentes.', comenta o Médico Veterinário.
 
E não é preciso muito para evitar os problemas comuns da época. A vacinação ainda é o melhor método para proteger os pets contra as principais doenças respiratórias, por isso, é importante manter a carteira de vacinação sempre atualizada. Além disso, é sempre bom proteger os pets do frio, não os expondo à friagem, ao vento e à chuva e preparar um bom abrigo para a hora de dormir. O uso de roupinhas é variável para cada caso – há animais que já estão bem protegidos dentro de casa e não sentem frio, sendo desnecessário o uso de roupinhas.
 
Será que devo parar a tosa? E os banhos? Confira essa e outras dicas para cuidar dos animais no frio:
 
BANHOS
 
O ideal é evitar banhos em dias muito frios devido à dificuldade em deixar o animal completamente seco após o banho – o que faz com que a sensação de frio seja maior. Caso seja necessário, use água morna e seque muito bem.
 
PELOS
 
É verdade que os pelos ajudam a reter calor. No entanto, existem animais com pelo curto que não sentem necessariamente mais frio no inverno. 
 
ROUPAS
 
As roupas e os cobertores ajudam a diminuir a sensação de frio, principalmente nos animais que passam o inverno do lado de fora da casa. O uso das roupinhas pode ser feito caso o animal esteja sentindo frio – neste caso, ele fica encolhido e tremendo. No entanto, deve-se tomar cuidado na escolha da roupa: ela deve ser confortável e de fibras naturais, de preferência.
 
VACINAS
 
Mantenha a carteira de vacinação do seu pet sempre atualizada.
 
Sobre a Merial 
 
Merial é uma empresa líder mundial em saúde animal voltada para a inovação, fornecendo uma gama completa de produtos para melhorar a saúde, o bem-estar e o desempenho de várias espécies de animais. Merial emprega aproximadamente 5.600 pessoas e opera em mais de 150 países ao redor do mundo. Seu faturamento em 2010 ultrapassou US$ 2,6 bilhões. Merial é uma empresa Sanofi. 
 
Para mais informações, consulte www.merial.com.br 

Fonte: Segs - Publicado neste site em 11/07/2011

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui