Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 330 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.

Especialista cobra medidas a favor do direito dos animais

Ana Carolina Bendlin

Criação de um sistema de identificação, controle do comércio e criadouros, implantação de políticas públicas que contemplem a esterilização e controle da população de cães e gatos, educação para respeito aos direitos dos animais e atendimento público a bichos que estejam em situações de risco ou tenham sofrido maus tratos. Essas são as demandas consideradas prioritárias pelo Fórum de Defesa dos Direitos dos Animais (FDDA) de Curitiba para serem implementadas no município.

De acordo com a coordenadora da FDDA Curitiba, educadora ambiental e integrante do Movimento SOSBICHO, Laelia Tonhozi, apesar dos avanços dos municípios na implementação de políticas públicas voltadas aos direitos dos animais, as questões citadas ainda precisam ser resolvidas. 'Em 2010, fizemos uma pesquisa de opinião com entrevistas a especialistas na área do direito dos animais e, a partir dela, destacamos essas demandas, que são alvo de nossas atividades agora', conta.

Para ela, muitas dessas medidas poderiam ser atendidas se houvesse um hospital veterinário municipal para os animais da cidade. 'Atualmente, só existe o hospital da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em Curitiba, mas ele não desempenha a função de fazer castração e cuidados de maus tratos, por exemplo'. Ela conta que a população de cães da capital é 400 mil, estando pelo menos 10% em situação de abandono. Destes, somente 4 mil estariam sendo esterilizados pela Prefeitura.

Laelia ainda afirma que as demandas não se referem apenas a animais domésticos. 'Queremos que todos os animais sejam respeitados em seus direitos, mas a política ainda é muito tímida e não consegue atingir a população como um todo', opina. Uma das ações importantes, para que houvesse mais comprometimento da população em relação às políticas públicas voltadas aos animais, seria a identificação e cadastro de todos os animais da cidade, como é feito em São Paulo, segundo a educadora ambiental.

Avanços

Mesmo considerando que algumas questões precisam ser melhoradas em Curitiba, Laelia acredita que o município já avançou bastante na questão dos direitos dos animais. 'Temos muitas leis municipais interessantes, como as que proíbem o aluguel de cães, a comercialização de animais em feiras que não sejam destinadas a esse fim, a exposição deles em eventos e a distribuição de animais como prêmio em eventos ou sorteios. Ainda estamos aguardando também a aprovação de uma lei nova, que pune os maus tratos em animais em âmbito municipal', elenca.



Fonte: Paraná On-line - Publicado neste site em 21/09/2011

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui