Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 497 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
ONG oferece 10 mil dólares para quem localizar homem que torturou e matou filhotes de gatos


AnimalWelfareCats YouTube

Gatinho foi uma das vítimas do torturador

Uma recompensa de 10 mil dólares está sendo oferecida pela ONG PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) e pelo site UK Sun para qualquer informação que ajude a encontrar e prender Luka Magnotta, de 25 anos, que está sendo procurado por ter produzido filmes violentos nos quais ele mesmo tortura e mata indefesos filhotes de gato. As informações são do jornal Examiner.com.

A Organização inglesa RSPCA (The Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals) também está pedindo que qualquer pessoa que tenha informações sobre o paradeiro de Magnotta por favor entre em contato com eles pelo site ou pelo telefone (0200-1234-9999, no Reino Unido). Também é possível acessar estas organizações nos links ao final deste artigo publicado pelo site Examiner.

O que se sabe sobre Magnotta é que ele é bissexual e trabalha como modelo e como ator de filmes pornográficos, de acordo com informações em um vídeo no Youtube.

Magnotta foi identificado como o suposto sádico nos vídeos graças a esforços de defensores de animais de diversas partes do mundo. Há informações de que ele tenha morado em Montpelier, na França, e viaja freqüentemente para TolYatti, na Russia. Também foi divulgado que Magnotta tem relações com uma serial killer chamada Karla Homolka.

Examiner

Luka Magnotta é procurado por ativist...

Este monstro gravou filmes nos quais tortura e mata filhotes de gato. O primeiro vídeo foi filmado em dezembro de 2010, mas mais tarde foi removido do Youtube. No entanto, é possível ver esse vídeo neste artigo, pois foi copiado por um defensor de animais que ficou horrorizado com a forma como os filhotes foram cruelmente assassinados. Há outro filme também disponível aqui, chamado “Christmas Python”, mais recente. As imagens são fortes.

No vídeo de dezembro de 2010, Magnotta coloca dois gatinhos dentro de uma sacola plástica e então suga o ar da sacola vagarosamente, de modo que os gatos morrem de modo agonizante e terrível. Então ele desmembra os seus corpos e os coloca na geladeira, e mais tarde tira fotos deles com conotações sexualmente provocativas.

Agora, um ano depois, outro vídeo foi descoberto. Desta vez, ele pega uma pequena gata de 4 meses de idade chamada Jasmine gatinho e a oferece ainda viva como alimento a uma cobra da raça Burmese Python, que é supostamente seu animal de estimação. Há relatos ainda sobre um outro vídeo que mostra Magnotta afogando um filhote de gato, que estava preso por fita adesiva em um pedaço de madeira, em uma banheira.

Qualquer um que torture e mate animais inocentes desta maneira horrível e cruel precisa ser encontrado, acusado e processado. Infelizmente, se ele for condenado, terá de cumprir uma pena de apenas seis meses de prisão e pagar uma fiança de 20 mil libras, de acordo com o Ato de Proteção Animal do Reino Unido, de 2006.

Há uma página no Facebook chamada “Find the kitten vacuumer – for great justice“, para ajudar a identificar o assassino. A página foi criada para conscientizar as pessoas sobre este monstro e também para ajudar a encontrá-lo e capturá-lo para que seja julgado. Nesta página, há muitas fotos de Magnotta.

O site Examiner, através deste artigo, pede que as pessoas repliquem essa história em todas as suas redes de contato, para que esse homem seja encontrado, e rapidamente, antes que possa fazer o mal a outras vítimas inocentes.

Que os pequenos anjos descansem em paz. Em nome deles, os defensores de animais irão caçar este monstro e fazer com que a justiça seja cumprida.

Clique aqui para ver o vídeo de dezembro de 2010, postado pela AnimalWelfareCats no YouTube.

Clique aqui para a página no Facebook “Find the kitten vacuumer – for great justice”.

Clique aqui para informações adicionais sobre o sádico

Clique aqui para o site UK Sun.

Clique aqui para o site do PETA.

Clique aqui para o site da RSPCA.


Fonte: Primeira Mão - Publicado neste site em 26/01/2012

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui