Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 587 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
SP: dona de cães resgatados entrará na Justiça para recuperá-los

A dona garante que seus cachorros não estavam sofrendo. Eles eram vacinados, todos com pedigree. Foto: Vigilância Ambiental /Divulgação
A dona garante que seus cachorros não estavam sofrendo. 'Eles eram vacinados, todos com pedigree'

A proprietária da casa onde estavam 130 cachorros que foram resgatados, após denúncia de maus tratos, nesta semana pela Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) e pela Polícia Militar de Botucatu, a 264 km de São Paulo, concordou em dar entrevista, mas pediu que seu nome não fosse divulgado inteiro. Com a casa vazia, Rosângela afirma que tentará recuperar na Justiça a guarda dos cães. 'É como se todos da minha casa tivessem morrido. Eu amava demais eles. Vou entrar com uma ação para recuperar meus animais', avisa.

Moradora da Vila dos Lavradores, a mulher não aceita que digam que tenha feito qualquer mal aos bichos, embora os cães ficassem todos em uma área de menos de 40 m², alguns dentro de gaiolas, em um espaço com pouca higiene. 'O local estava maltratado, esse foi meu erro. Mas falar que os cachorros sofriam maus tratos eu não concordo, pois não é verdade', rebate.

Segundo Rosângela, alguns animais foram encontrados doentes porque ela recolhia cães abandonados nas ruas e estes estavam sendo medicados. Sobre a acusação de que ela utilizava os cachorros - a maioria de raça - apenas para reprodução e venda de filhotes, ela respondeu. 'Eu vendia alguns, porque não tinha condições de arcar com a despesa de todos. Muitas vezes, com meus cachorros, contribui para pesquisas veterinárias na Unesp', afirma.

A dona da casa garante que nenhum dos seus cachorros estava sofrendo. 'Eles eram vacinados, todos com pedigree. Sempre tratei deles com muito carinho, com ração de boa qualidade', justifica.

Rosangela ainda questionou a maneira como a VAS e a Associação Protetora dos Animais (APA) agiram para apreender os cachorros. 'Não quiseram me ouvir. Levaram até o yorkshire da minha filha e o gato da minha neta, que estavam aqui em casa', lamenta.

Por enquanto, os cães que foram apreendidos estão sendo tratados pela APA, através de veterinários voluntários, que estão medicando e alimentando os animais. Alguns precisaram ser sacrificados, porque estavam agonizando e muito debilitados.

Segundo informações da Associação Protetora dos Animais de Botucatu, é grande a procura para adoção dos cachorros, principalmente por serem cães de raça, como maltês, yorkshire, pequinês, shih-tzu, entre outros, com alto valor de mercado, porém os animais só irão para adoção após serem liberados clinicamente pelos veterinários e as adoções serão feitas de forma criteriosa.


Fonte: Terra Notícias - Publicado neste site em 31/03/2012

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui