Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 612 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
Aprenda a tornar melhor a vida do seu gato velhinho
Saiba como deve ser a alimentação do bichano e veja outras dicas importantes

Gato velhinho

Nada de deixar o bichano mais velhinho pegar friagem na janela. Caso contrário, ele poderá sofrer de problemas respiratórios, como pneumonia

O gatinho chega aos 12, 14 anos e não aparenta ter nada. Parece saudável e até brinca como se tivesse poucos anos de vida. O fato é que preciso observá-lo, mesmo com o comportamento aparentemente normal. 

Segundo Luciana Deschamps, veterinária e proprietária da clínica especializada em gatos, Sr. Gato, todo cuidado é pouco.

— É preciso prestar atenção quando o gato faz mais ou menos 12 anos de idade. Nessa fase, o felino entra na fase geriátrica e todos os cuidados necessários para mantê-lo saudável são bem-vindos. 

Luciana alerta para os perigos silenciosos, pois os gatos muitas vezes não aparentam quando estão com algum problema.

— Surpresas desagradáveis podem ser evitadas. Na fase geriátrica do bichano é ideal que se faça um check-up. 

Exames corriqueiros como a retirada de sangue, avaliação da capacidade renal e respiratória são necessárias para manter o gatinho brincando como se fosse novo.

De acordo com a veterinária, gatos são quietos e, muitas vezes, quando se descobre alguma doença grave, já não há o que fazer. Às vezes os gatos começam a se esconder, a se estressar por aparentemente nada. 

— A medicina preventiva é a melhor saída. Levá-los às consultas, mesmo que uma vez por ano, para que não se estressem demais é mais do que recomendado. 

Cuidados extras para o outono e inverno

Com as temperaturas mais frias, Luciana explica que os cuidados devem ser redobrados. Ela indica que dar um pouco de vitamina C ao bichano e complexo B, encontrados em farmácias de manipulação. 

Para cada copo de requeijão de água a veterinária indica que três gotinhas das vitaminas devem ser colocadas. 

— O gatinho mais idoso, principalmente o de cara mais achatada, é um pouco mais suscetível a doenças como pneumonia e infecções respiratórias. Convém não deixá-lo tomar friagem ou mesmo dar banhos no animal.

Ficar de olho se ele espirra, engasga muito e alimentá-lo com comidas especiais é essencial para a qualidade e prolongamento de vida do bichano. Luciana ensina que a ração deve ser alterada para uma úmida, apesar de alertar que, no Brasil, as rações úmidas estão engatinhando em qualidade.

Mesmo assim, é altamente recomendado que ao menos a ração seca seja menorzinha, com grãos menos duros e indicada para a idade correta do gatinho. 



Fonte: R7 Entretenimento - Publicado neste site em 23/04/2012

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui