Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 758 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
Crianças são as principais vítimas de ataques de cães

A maioria das mordidas poderia ser evitada por meio de treinamento, controle adequado do cão e educação da população
 
Quatro organizações médicas americanas -  Academia Americana de Pediatria (AAP), Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS), Sociedade Americana de Microcirurgia Reconstrutiva (ASRM), e Sociedade Americana de Cirurgiões Buco-Maxilo-Facial (ASMS) - estão unidas em prol da mesma causa: aumentar a consciência sobre a prevenção de mordidas de cachorros.
 
Segundo as entidades médicas, cerca de 4,7 milhões de pessoas são mordidas por cães todos os anos nos Estados Unidos. No entanto, a maioria das mordidas poderia ser evitada por meio de treinamento, controle adequado do cão e educação da população. 
 
Por lá, a crianças são as vítimas mais comuns, seguidas pelos idosos e pelos funcionários do correio.  Anualmente, cerca de 600.000 crianças americanas necessitam de atenção médica devido a uma mordida de cachorro. As crianças apresentam três vezes mais chances de serem mordidas que os adultos.  E muitas dessas lesões podem ser graves, por isto, os programas de prevenção são muito importantes. Segundo dados da Academia Americana de Pediatria, 'metade de todas as crianças/adolescentes será mordida por um cão no momento em que são alunos do ensino médio'. 
 
Diante deste quadro, os americanos instituíram a Semana Nacional de Prevenção às Mordidas de Cachorro, que além de contar com o apoio das entidades médicas, reúne representantes dos Correios, da Associação Americana de Medicina Veterinária e de seguradoras.
 
Marcas profundas...
 
“Cirurgiões plásticos, pediatras e cirurgiões maxilo-faciais são os profissionais que tratam das vítimas de ataques de cães e mais comumente presenciam de perto o poder devastador das lesões causadas por ataques de cachorros”, afirma o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integrada.
 
De acordo com a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, cerca de 33.000 procedimentos reconstrutivos foram resultados de mordidas de cão em 2010, 8% a mais que os números registrados em 2009. A maioria das cirurgias reparadoras para tratar mordidas de cão é realizada em crianças, que são frequentemente mordidas no rosto, o que pode resultar em lacerações graves, infecções e cicatrizes permanentes. 
 
“Assim como ensinamos as crianças a  tomarem precauções quando andam de patins ou bicicleta, devemos preveni-las sobre os riscos de se aproximarem muito dos animais, mesmo os de estimação, pois quando os ataques acontecem, nariz, boca e bochecha são os principais alvos. E como a pele das crianças é mais fina e vascularizada, a mordida pode provocar sérias deformidades”, explica o médico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
 
É possível prevenir?
 
“Visando prevenir o ataque de cães, é preciso desenvolver um trabalho educativo com as crianças, os pais e a população em geral, conscientizando todos sobre os riscos e a gravidade desse tipo de acidente, destacando-se que a prevenção é possível de ser realizada e apresenta resultados altamente satisfatórios”, defende o diretor do Centro de Medicina Integrada.
 
Medidas de proteção como registro e vacinação em massa dos cães, controle dos cães errantes, prevenção e/ou tratamento de outras moléstias que possam ser transmitidas pelos cães ao homem e a notificação de todos os casos de acidentes desse tipo, e não apenas dos mais graves, dependem da difusão de conhecimentos, educação da população e atitudes de responsabilidade dos cidadãos.


Fonte: Segs - Publicado neste site em 04/08/2012

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui