Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 1385 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
Cães de rua recebem atendimento em terminais de ônibus


Nos últimos meses, mais de 40 cães de rua que vivem nos terminais de ônibus de Curitiba foram identificados com microchips, castrados e vacinados pela Rede de Proteção Animal da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Por meio do projeto Cães Comunitários, cada um deles tem agora um mantenedor voluntário e é monitorado pelos técnicos da Rede.

“Este projeto é maravilhoso, a melhor coisa que já aconteceu por aqui”, diz a dona de casa Ireni de Fátima Pereira da Rosa, que mora em frente ao Terminal de ônibus do Pinheirinho e é mantenedora de quatro cães.

Há 21 anos moradora na região, a dona de casa conta que há pelo menos uma década ela e a filha Geisa cuidam e alimentam os animais que vivem no terminal. “Esta é a primeira vez que a Prefeitura está fazendo algo por eles, agora ficou muito mais fácil para nós”, diz. “Ficamos surpresos e muito felizes com esta iniciativa do poder público.”

Segundo a Rede de Proteção Animal, 41 cães de dez terminais de ônibus de Curitiba já fazem parte do projeto Cães Comunitários. Destes, nove foram oficialmente adotados por famílias e os outros recebem atendimento diário. O mantenedor é responsável pelo fornecimento de água e alimentação e também por informar aos veterinários da Rede sobre qualquer problema de saúde do animal.

“Isso foi um grande avanço, pois antes nós mesmos medicávamos os cães, o que não é correto”, afirma Ireni. “Agora contamos com o atendimento dos veterinários sempre que os animais precisam”, compara.

Com recursos de R$ 200 mil, aprovados pela Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FAP), o projeto Cães Comunitários é uma parceria entre a Prefeitura de Curitiba e a Universidade Federal do Paraná (UFPR).

A meta é incluir no projeto todos os cães que moram nos 22 terminais de ônibus da cidade, geralmente alimentados e mantidos por funcionários e usuários dos equipamentos ou pela comunidade local.

O diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação de Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Alexander Biondo, informa que em várias cidades no mundo os cães e gatos comunitários são atendidos pelo poder público. “Eles passam a fazem parte da fauna urbana e contam com a ajuda e simpatia da população e dos turistas”, explica.


Fonte: Bem Paraná - Publicado neste site em 15/11/2013



- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui