Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 1409 - #3
-
Homenagem Pet - Acenda uma Vela para seu Pet
Saiba por que os gatos estão nas pinturas para os donos

Um grupo de investigadores japoneses divulgou um estudo que sugere que os traços gerais de personalidade dos gatos remontam à sua evolução biológica ao longo dos tempos. A espécie nunca chegou a adaptar-se para obedecer aos humanos, ao contrário dos cães, domesticados desde há milhares de anos para seguir as ordens das pessoas.

Uma nova investigação da Universidade do Japão mostrou que os gatos são perfeitamente capazes de distinguir as vozes dos seus donos, mas simplesmente estão nas pinturas.


O estudo realizado por Atsuko Saito e Kazutaka Shinozuka envolveu 20 gatos domésticos, numa experiência levada a cabo na casa de cada um dos animais.

Quando os donos estavam fora de casa, os investigadores puseram num gravador as vozes de desconhecidos a chamar pelo nome dos gatos, a par com a voz dos donos.

As conclusões mostraram que os felinos reagiram de modo diferente ao chamamento do seu dono, medindo o movimento das orelhas, da cabeça, da cauda, a vocalização (miar), a dilatação dos olhos e o facto de se deslocarem.

Ao ouvirem o seu nome, os gatos exibiram um comportamento que indicava uma reação ao chamamento. E apesar de essa reação ser mais significativa quando a voz era do seu dono, em ambos os casos os felinos recusaram mexer-se.

Estes resultados mostram que os gatos não respondem ativamente ao comportamento comunicativo dos donos que os chamam, fora do seu campo de visão, apesar de serem capazes de distinguir as vozes dos donos, afirmaram os autores. Esta relação entre gato-dono é o oposto ao caso dos cães, notou.

De acordo com a investigação, publicada no Animal Cognition journal, a razão para esta indiferença dos gatos remonta aos tempos em que a espécie começou a ser domesticada.

Segundo análises genéticas recentes, o mais comum antepassado do gato doméstico é o Felis silvestris, um gato selvagem que entrou em contacto com os humanos há cerca de 9.000 anos.

Conforme as sociedades antigas desenvolveram a agricultura, estes felinos começaram a atacar os ratos que iam roubar os cereais aos granários. Os autores dizem que os gatos «auto-domesticaram-se.

Em termos históricos, os gatos, ao contrário dos cães, não foram domesticados para obedecerem aos humanos. Em vez disso, eles parecem tomar a iniciativa na relação [gato-humano], explicaram.

Os cães foram criados ao longo de milhares de anos para responderem aos comandos dos humanos. Mas os gatos nunca precisaram de aprender isso.

Os investigadores notaram ainda no estudo que, apesar das pessoas que têm cães acharem que os seus bichinhos são mais afetivos [do que os gatos], os donos de gatos não têm «menos amor, pelos seus animais domésticos do que os donos dos canídeos.

No entanto, está ainda por determinar quais são os aspectos do comportamento dos gatos que fazem os seus donos gostarem tanto deles, dizem os autores.


Fonte: Diário Digital - Publicado neste site em 15/12/2013


- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui