Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 1440 - #3
-
Homenagem Pet - Acenda uma Vela para seu Pet
fr
Donos de cães gastam até R$ 2 mil para deixar pets em hotéis nas férias

Enquanto viaja pela Venezuela, moradora de Itu irá deixar animal da família.
Outros proprietários de cães usam hotéis como moradia permanente.

Aurielene deixa sempre o cão da família em um hotel fazenda em Itu durante as férias (Foto: Natália de Oliveira/G1)
Aurielene sempre deixa o cão em um hotel fazenda em Itu durante as férias (Foto: Natália de Oliveira/G1)

O fim do ano se aproxima e muitas famílias aproveitam o período de folga e férias para viajar. Mas o problema de muitas delas é o que fazer com os animais de estimação. Dependendo do tipo de viagem que a família vai fazer, fica inviável levar os pets juntos. Por isso que nessa época do ano, os hotéis para cães são uma opção para os donos dos bichos, que chegam a gastar em torno de R$ 2 mil.

É o caso de Aurilene Kwan, de 48 anos. Natural da Venezuela, ela conta que mora há sete anos em Itu (SP), a 80 km da capital paulista, por causa do trabalho do marido, Frank Kwan, de 41 anos. Em férias no fim do ano, Aurilene vai viajar com a família, por três semanas, para o país de origem e vão deixar 'Kakao', um cão labrador, em um hotel para cães em Itu.

Aurilene conta que a diária custa R$ 70, o que deve gastar em torno de R$ 1,5 mil só com o hotel, já que as diárias não incluem alimentação. Dessa forma, Aurilene precisa levar a ração que Kakao está acostumado a comer e estima que seu gasto deve ser por volta de R$ 2 mil com o labrador.

Hotel fazenda em que Kakao irá ficar durante as férias tem área de 60 mil metros quadrados (Foto: Natália de Oliveira/G1)
Hotel fazenda que Kakao irá ficar durante as férias tem amplos espaços (Foto: Natália de Oliveira/G1)

Mas ela alega não pensar nisso. 'É como se fosse um filho pra mim. Não penso no preço. A mesma  preocupação que tive em colocar o meu filho Franco, de três anos, na melhor escola possível, também tenho com o Kakao. Eu sei que lá ele vai ser bem tratado e eu acompanho todo o andamento das atividades através da internet. Eles me enviam fotos, pelo menos duas vezes por semana, para que eu saiba como ele está durante as minhas férias', conta a proprietária.

Ela explica que prepara uma mala com brinquedos e outros utensílios que o cão está acostumado a usar, além da cama. Tudo para amenizar a distância. Quando a família veio para o Brasil, trouxe junto o labrador que, na época, só tinha dois meses de idade.

'Se eu levar o Kakao junto vou acabar gerando um trauma desnecessário para ele, que é um animal de grande porte e gosta de espaço. A minha família está sempre viajando, então opto por deixá-lo em um hotel. Lá ele fica tranquilo, tem toda uma programação para entreter ele durante minhas férias e ele ainda se socializa com outros cães. O que faz muito bem e ele acaba nem sofrendo muito com a distância', conta a proprietária do animal.

Durante o período de três semanas na Venezuela, Kakao ficará no hotel fazenda em Itu. O cão já está acostumado com o local que, segundo Aurilene, desde que ela chegou ao Brasil sempre deixa o labrador hospedado no hotel nos períodos de férias. 'Ele já está acostumado com a equipe, com o local. Lá ele tem uma programação que é seguida à risca, com horário para tudo, desde alimentação até passeios', explica.

Hóspede permanente 

Durante as três semanas em que Kakao irá ficar no hotel fazenda de Itu, ele terá a companhia do vira-lata 'Negão', que é morador há cinco anos do local. Os donos do animal, Nelson Pereira Carneiro Junior e Maria do Carmo Gomes Pereira, são de São Paulo e, por não terem espaço adequado para abrigar o cão em casa, optaram por deixar o animal morando no hotel em Itu.

'Nós encontramos o Negão na rua, quando moravamos em Curitiba. Ele estava bem fraco, sem pelo e se continuasse na rua não duraria nem mais três dias. Acabamos nos mudando para São Paulo, mas, em casa, o Negão não teria o espaço adequado. Ele gosta de espaço para correr e optamos por deixar ele no hotel', explica Nelson.

A família gasta cerca de R$ 900 por mês para deixar o animal no hotel fazenda em Itu. A cada 15 dias, Nelson e a esposa vão até o local para visitar Negão. 'Lá ele tem tudo que precisa para viver bem e o que a gente puder fazer para oferecer esse bem estar aos animais não iremos medir esforços. Investimos o que for necessário', finaliza.

Negão aproveita o amplo espaço do hotel fazenda e recebe a visita dos seus proprietários há cada 15 dias. (Foto: Natália de Oliveira/G1)
Negão aproveita o amplo espaço do hotel e recebe visitas periódicas dos donos (Foto: Natália de Oliveira/G1)


Fonte: G1 - Publicado neste site em 16/01/2014


- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui