Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 249 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
Saiba como vive o cão mais inteligente do mundo

Cadela capaz de entender o significado de mais de mil palavras adora brincar
Assista o vídeo no final desta matéria.

O cachorro mais inteligente do mundo é fêmea e vive nos Estados Unidos. Seu nome é Chaser, palavra que, em português, significa “caçadora”.

Trata-se de uma border collie de sete anos de idade, que vive no Estado da Carolina do Sul com seu dono, o psicólogo John Pilley. Desde que foi comprada, ainda filhote, ajuda seu dono a realizar um estudo científico sobre inteligência canina. E foi durante a pesquisa que Pilley descobriu a capacidade de Chaser de entender mais de mil palavras (na verdade, 1.022 palavras), 400% a mais que o recordista anterior, o cão alemão Rico. 

Também da raça border collie, Rico sabe o significado de mais de 200 palavras e é capaz de encontrar objetos que nunca viu (basta mostrar uma figura para que ele se ponha a procurá-lo). Graças à sua inteligência, se tornou um astro da TV alemã. 

O fato de Chaser e Rico serem da mesma raça não é coincidência. Os border collies são cheios de energia e adoram brincar e receber carinho do dono. Para serem recompensados com essas coisas de que tanto gostam, são capazes até de aprender a se comunicar. 

Seu processo de aprendizado começa quando ainda são filhotes. A cada comando que aprendem, esses cães recebem um carinho ou a bolinha para brincar. Treinam também agilidade, rapidez e obediência. De tão atentos, percebem até o movimento dos olhos do treinador. E, é claro, o som das palavras. 

Chaser começou a ser treinada bem pequena e por cinco horas diárias. Como parte da experiência, ela devia pegar brinquedos de forma aleatória, a partir do comando de voz. Só depois Pilley começou a pedir os objetos pelo nome de cada um. 

Mas a cadela mais inteligente do mundo não apenas reconhece as coisas pelos seus nomes. Ela também atende às ordens ditas por seu dono – como rolar com um brinquedo. 

E o que é mais curioso: ao fim de cada teste, Chaser não ganha um presente. Ela ganha a chance de continuar a brincadeira. Pilley e sua mulher reservam pelo menos três horas por dia para se divertir com a pet. 

Durante três anos, a cadela passou por mais de 800 testes. A cada um, tinha de identificar 20 objetos. Não errou mais do que dois itens por desafio. Pilley, então, concluiu que a mascote tem capacidade de aprender o mesmo que uma criança de um ano e meio. 

Teste 

Uma boa forma de comprovar o resultado do aprendizado desses animais é colocá-los em uma pista de agility, esporte parecido com equitação, praticado por cães e seus treinadores. Quem conseguir ultrapassar todos os obstáculos físicos colocados na pista no menor tempo possível e sem errar ganha a competição. 

Dino, que já foi campeão mundial na categoria, é ágil e habilidoso. Não erra nunca – o erro sempre é de quem o acompanha. Faz zigue-zague entre os pinos e salta no ar de forma incansável. 

Segundo o técnico da equipe brasileira da raça border collie de agility, José Luiz, esses cães aprendem as palavras sem precisar da ajuda de gestos ou de olhares. Apenas com o som, sabem o que seus donos querem dizer. 

Dino, por exemplo, sabe até quando o técnico está tenso. Quando isso acontece, resolve brincar com ele para desestressar. 

Quem cria um border collie sabe que esse cão não é como os outros. Essa raça inglesa surgiu com a finalidade de ajudar no pastoreio do rebanho de outros animais (como ovelha e boi). 

Para seus treinadores, a característica mais interessante desses cachorros é a força de seu olhar fixo e intimidador. 

Considerados os melhores cães pastores do mundo, conseguem conduzir até 500 ovelhas ou 200 bois, com a ajuda de um peão. 

Mas, para o dono de Chaser, qualquer cachorro poderia ter aprendido tanto quanto sua cadela de estimação. Basta ter alguém com conhecimento e disposição suficiente para ensinar. 

Assista ao vídeo, clique aqui:


Fonte: R7 Notícias - Publicado neste site em 26/07/2011




- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui