Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 305 - #3
-
Animal Manager, essencial para os negócio.
Homem é preso por maus-tratos a animais e suspeita de receptação de veículos no Nova Rio Claro / SP

POLÍCIA CIVIL APREENDEU 35 OBJETOS DE VEÍCULOS DEPENADOS E 28 ANIMAIS QUE ESTAVAM CONFINADOS EM MÁS CONDIÇÕES. BICHOS FORAM RECOLHIDOS PELO GADA


POLÍCIA CIVIL APREENDEU 35 OBJETOS DE VEÍCULOS DEPENADOS E 28 ANIMAIS QUE ESTAVAM CONFINADOS EM MÁS CONDIÇÕES. BICHOS FORAM RECOLHIDOS PELO GADA

Cachorro com o pescoço ferido por maus-tratos e veículos depenados encontrados no local

Ednéia Silva

Mais um caso de violência contra animais foi registrado na manhã dessa terça-feira (30) em Rio Claro. Um aposentado de 65 anos foi preso por manter em condições inadequadas 28 animais em sua casa no Jardim Nova Rio Claro. A Guarda Civil Municipal compareceu ao local juntamente com o Gada (Grupo de Apoio e Defesa dos Animais), após receber denúncia de que um cachorro estaria sendo maltratado pelo dono.

De acordo com GCM Djalma, ao chegar ao local, a guarda confirmou a denúncia, além de encontrar outros animais em más condições. Havia dois cachorros, duas ovelhas adultas e dois filhotes, um cavalo, um porco, oito patos e 12 galinhas. O cavalo e o porco foram recolhidos pela Vigilância Patrimonial e levados para o piquete construído pela prefeitura no antigo matadouro. Os outros bichos foram recolhidos pelo Gada.

A presidente do Gada, Roberta Escrivão de Campos, ficou chocada com a situação do cachorro, um mestiço de dog alemão que foi amarrado pelo dono. O choque foi ainda maior porque ela reconheceu o animal que tinha sido adotado em sua clínica há apenas quatro meses.

De acordo com ela, o cão foi amarrado em uma árvore e enforcado, mas conseguiu sobreviver, apesar do pescoço muito machucado. O dono negou que tenha pendurado o cachorro. Segundo Roberta, ele disse que o cachorro foi amarrado porque estava com diabetes. Ela nega e afirma que o cão estava saudável quando saiu de sua clínica.

Roberta conta que a mãe dos filhotes foi morta a pauladas. Agora, os animais precisam ser alimentados com mamadeira. Ela pede a ajuda da comunidade com doações de leite e outros alimentos para os bichos.

Além dos animais, a Polícia Civil apreendeu 35 objetos, segundo as informações, entre veículos depenados e parcialmente depenados, além de peças de motos e automóveis de diversas marcas. A polícia investiga a suspeita de existência de um desmanche clandestino no local.

O aposentado foi levado para a DIG (Delegacia de Investigações Gerais), onde foi lavrado boletim de ocorrência. Ele prestou esclarecimentos e foi liberado. A delegacia aguarda pelo resultado dos laudos periciais para verificar a procedência dos veículos apreendidos, sendo que alguns tinham o número do chassi adulterado.

À tarde, a Guarda Municipal retornou à casa do aposentado acompanhada da Vigilância Sanitária. Foram encontrados dois freezers cheios de carne que, segundo Djalma, estava em estado de decomposição. A carne era usada para alimentar os animais. O produto foi apreendido pela Vigilância Sanitária e levado para o aterro sanitário.

Apesar de cada vez mais comuns, maus-tratos contra animais (domésticos, nativos ou exóticos) são um tipo de crime previsto na Lei de Crimes Ambientais (9.605/98). O ato pode render pena de detenção de três meses a um ano e multa, aumentada de 1/6 a 1/3 se ocorrer a morte do animal.

Qualquer pessoa pode acionar a polícia (197 - Disque-Denúncia 24 horas - ou 3523-4608 - segunda a sexta, das 8 às 18 horas) ou fazer um Boletim de Ocorrência na delegacia para denunciar maus-tratos contra animais. Outra forma de denúncia é encaminhar o caso a uma associação ou ONG de proteção animal.

Fonte: Jornal Cidade - Publicado neste site em 07/09/2011

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui