Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 420 - #3
-
Homenagem Pet - Acenda uma Vela para seu Pet
Entre enchentes e tsunamis: conheça cães que estiveram em apuros


Morador de uma área alagada leva seu cão de estimação para um local seguro em Bang Khae, um distrito de Bangcoc. Nos últimos dias, as agências de fotos vêm dando destaque às dificuldades enfrentadas não só pelas pessoas, mas também pelos cachorros em meio às inundações que atingem o país. O exemplo se repete ao redor do mundo. Se há um ser humano em dificuldades, certamente há um cão passando por problemas parecidos. Veja outros cães que estiveram em apuros e viraram notícia.


Daniel, que ficou conhecido como 'Cão Milagroso' após sobreviver a uma câmara de gás para cachorros no Estado americano do Alabama, ganhou um novo lar na última semana. Jon Dwyer, de Nutley, Nova Jersey, adotou o cachorro, que foi resgatado em outubro pela organização Eleventh Hour Rescue.


Em abril, cerca de 500 cachorros que virariam comida em restaurantes foram resgatados de caminhões em uma rodovia. A Associação de Proteção dos Animais da China levou os cães para abrigos em Pequim.


Também em abril, um cachorro que sobreviveu ao terremoto seguido de tsunami no Japão foi resgatado após passar três semanas sobre o telhado da casa, que foi arrastada para o mar. Não havia ninguém dentro da casa, e o cão foi levado para um abrigo.


Em maio, também no Japão, vários cachorros foram abandonados durante a evacuação da cidade de Minami Soma por causa do terremoto que atingiu o país em março. Após a divulgação de uma foto que mostrava os cães nas ruas vazias, autoridades resgataram os animais e os levaram para abrigos.


Nos Estados Unidos, uma série de tornados que atingiu a região do Alabama em maio separou centenas de cachorros de seus donos. Um centro de zoonoses em Tuscaloosa reuniu vários cães que se perderam ou foram abandonados durante a evacuação das cidades atingidas.


Em julho, no País de Gales, 12 filhotes foram encontrados em uma caixa de reciclagem de lixo à beira de uma estrada na vila de Penllergaer, perto da cidade de Swansea. Os pequenos cães, da raça Sttafordshire bull terrier, tinham cinco semanas de vida e haviam sido abandonados um dia antes. Os cachorros foram levados a um abrigo veterinário, onde foi constatado eles haviam sofrido maus tratos desde o nascimento.


Em Los Angeles, nos Estados Unidos, um cachorro da raça pastor alemão ficou misteriosamente entalado no muro de uma construção, em dezembro de 2010. O cão Rebel foi encontrado ganindo, com a cabeça presa na altura do pescoço. Após cerca de 30 minutos, profissionais do Departamento de Serviços de Animais de Riverside conseguiram retirar Rebel, que sofreu um pequeno ferimento no cotovelo.


Na Polônia, o cachorro Ciuchcia, 4 meses, teve as patas traseiras paralisadas após sofrer maus tratos e ser atropelado por diversos trens. Em agosto, Ciuchcia ganhou uma cadeira de rodas especial no abrigo onde vive. Quando filhote, o cão foi abandonado com outros dois irmãos nos trilhos próximos à cidade de Piotrkow Trybunalski.


Na costa de Seaford, na Inglaterra, uma cadela caiu de um precipício de 90 m de altura e sobreviveu, em fevereiro de 2010. Poppy, uma fêmea de springer spaniel inglês, estava perseguindo uma gaivota quando perdeu o equilíbrio e caiu no mar. A cadela conseguiu nadar até a terra firme e se abrigar debaixo das rochas, onde foi resgatada por uma equipe de salvamento. Ela sofreu ferimentos no pulmão, mas conseguiu se recuperar.


Em março, uma cadela foi ressuscitada por um bombeiro com respiração boca a boca após ser resgatada de um incêndio, em Hull, no oeste da Grã-Bretanha. A vira-lata Sunny, 8 anos, estava sozinha em casa quando o fogo começou, e desmaiou intoxicada pela fumaça. Quando os bombeiros chegaram, o oficial Mike Dunn passou mais de 30 minutos tentando fazê-la voltar a respirar sozinha. Sunny acordou e foi deixada sob o cuidado de vizinhos até que seus donos voltassem.


No Afeganistão, um filhote de cachorro com alguns dias de vida foi resgatado por uma militar britânica que viu o viu sendo chutado por um grupo de crianças como uma bola de futebol. A médica Sarah Marriott disse que o cachorro era do tamanho de sua mão quando ela o resgatou, em janeiro de 2010, na província de Hellmand. O dono do filhote havia pedido que os meninos o afogassem, já que não o queria.


Em outubro, um cachorro faminto e abandonado pelos donos sobreviveu após pular de uma janela do terceiro andar, em Boston, nos Estados Unidos. O pitbull de dois anos, batizado de Miracle, ou Milagre, estava em um apartamento vazio com outro cachorro e, segundo as equipes de proteção aos animais, pode ter passado até dois meses sem receber cuidados. O apartamento estaria infestado de pulgas e imundo.


Em setembro de 2010, a cadela Faith, 8 anos, uma vira-lata que não tem as duas patas dianteiras e se locomove usando as patas traseiras, visitou soldados com deficiências físicas causadas por ferimentos de guerra no Afeganistão e Iraque. Faith, que nasceu com uma deficiência física, ficou famosa após aparições na TV americana. Ela conseguir andar com a ajuda de sua dona, que iniciou o árduo processo de ensiná-la a andar ereta sobre duas pernas.


Na Grã-Bretanha, o cachorro Oscar precisou ser resgatado por um barco salva-vidas após perseguir uma bolinha dentro do rio Tyne, perto da cidade de North Shields, em junho. O cão nadou mais de 100 m em busca de uma bolinha que seus donos haviam jogado. O casal chamou o resgate, que encontrou o cão ainda empurrando o brinquedo com o focinho.



Em agosto, um cachorro da Polícia Metropolitana de Londres sofreu uma fratura no crânio durante os distúrbios que atingiram a cidade naquele mês. O pastor alemão Obi participava da operação da polícia para conter os saques junto com o policial Phil Well quando foi atingido por um tijolo. Eles trabalharam por várias horas até que Wells notou que Obi estava ferido. O cachorro passou por uma cirurgia e ainda tem a cicatriz acima do olho esquerdo, mas já se recuperou.

Em fevereiro, um filhote da raça bull terrier sobreviveu depois de engolir 28 comprimidos de um medicamento para esclerose múltipla, em Staffordshire, no Reino Unido. A dona de Quagmire, que tinha  12 semanas na época, levou-o para o hospital veterinário após encontrá-lo desmaiado na cozinha de sua casa. Apesar das poucas esperanças, Quagmire surpreendeu a todos e, em apenas 48 horas, já tinha se recuperado e estava pronto para voltar para casa  Foto: Caters News/BBC Brasil

Em fevereiro, um filhote da raça bull terrier sobreviveu depois de engolir 28 comprimidos de um medicamento para esclerose múltipla, em Staffordshire, no Reino Unido. A dona de Quagmire, que tinha 12 semanas na época, levou-o para o hospital veterinário após encontrá-lo desmaiado na cozinha de sua casa. Apesar das poucas esperanças, Quagmire surpreendeu a todos e, em apenas 48 horas, já tinha se recuperado e estava pronto para voltar para casa.


No Afeganistão, uma cadela farejadora passou 14 meses perdida antes de ser encontrada viva e devolvida à sua unidade australiana. Sabi foi achada por um soldado americano em novembro de 2009. Ela foi devolvida em uma cerimônia simbólica, e foi examinada antes de ser retornada à Austrália. A cadela, da raça labrador, acompanhava uma patrulha que caiu em uma emboscada na província de Uruzgan em setembro de 2008.


Na Austrália, um cachorro sobreviveu à queda do pequeno avião onde estava com um casal, que também saiu ileso, em Sydney, em fevereiro. A aeronave, que caiu próximo a casas e uma escola primária, atingiu a rede elétrica. O casal e o cão saíram sozinhos do avião, e receberam atendimento médico por precaução.


No Reino Unido, um cachorro engoliu um anel de diamantes de sua dona, que descobriu onde estava a joia usando um detector de metais. Karen Woolley, do condado de Nottinghamshire, entrou em pânico quando não encontrou o anel. O marido dela sugeriu que ela usasse o detector de metais em Barney, um filhote de três meses, e o aparelho apitou sem parar. O cão teve de passar por uma cirurgia de emergência, já que corria risco de morrer.


Em janeiro de 2010, o cão Baltic foi resgatado, apavorado e quase congelando, de cima de um pedaço de gelo arrastado pela corrente para o alto-mar na costa da Polônia. Ele sobreviveu por pouco ao difícil resgate, durante o qual caiu na água gelada algumas vezes. Um ano depois, ele foi adotado pela tripulação do navio, pela qual foi nomeado de 'observador' da embarcação.


Fonte: Terra Notícias - Publicado neste site em 23/11/2011




- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui