Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 624 - #3
-
Homenagem Pet - Acenda uma Vela para seu Pet
IFS pleiteia centro de formação de treinadores de cães-guia

Muito em breve, o Instituto Federal de Sergipe (IFS) poderá se tornar sede de um centro de referência de cães-guia. A proposta foi apresentada pelo reitor Ailton Ribeiro de Oliveira ao Colégio de Dirigentes em reunião realizada no dia 13 de março. A iniciativa é parte do projeto ‘Viver sem Limites’, lançado pelo Governo Federal em 2011, que tem como um dos objetivos a implantação de cinco centros tecnológicos de formação de instrutores e treinadores de cães-guia, distribuídos em cada uma das regiões brasileiras.

Para que o IFS transforme Sergipe em um dos estados pioneiros na proposta de implantação de um centro estadual de formação de treinadores e instrutores de cães-guia, foi encaminhado um ofício, por parte do instituto, solicitando à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República que a instituição seja sede de um centro regional.

Obedecendo a uma das exigências do edital de adesão, o instituto irá liberar dois servidores que irão participar de uma capacitação em Santa Catarina durante dois anos, para depois se tornarem multiplicadores do programa no estado. O Campus São Cristóvão, através do seu diretor geral, Alfredo Cabral, abraçou de imediato a proposta apresentada pelo reitor e deverá ser a sede do núcleo em Sergipe.

Responsabilidade social

Fazer com que o IFS seja sede de um dos centros de referência é apenas mais uma das ações de responsabilidade social do instituto. “Com essa iniciativa, o IFS cumpre o seu papel social e se tornará referência no treinamento de cães-guia não só no estado de Sergipe, mas em todo o Nordeste”, ressalta o professor Ailton.

O reitor lembra, ainda, que o instituto já possui inúmeras iniciativas nesse sentido. “Podemos citar os projetos de acessibilidade elaborados pelo Escritório Modelo de Construção Civil, a manutenção do Núcleo de atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (NAPNEE), coordenado pela professora Vera Trindade, e o desenvolvimento de atividades esportivas, a exemplo do Vôlei Sentado”, afirma.

No mês de janeiro deste ano, o reitor autorizou também o empréstimo de um notebook completo, durante um ano, para o estudante do curso de Gestão em Turismo, Bruno Mendonça, aluno com deficiência, para facilitar a realização das suas atividades escolares em casa. “Para mim, é mais fácil digitar do que escrever no caderno. Com o notebook, eu posso pesquisar e fazer os exercícios que o professor nos passa”, explica.

Bruno conta ainda como foi o processo de empréstimo. ”Eu falei com o reitor, expliquei que o notebook me ajudaria e ele disse que faria o possível para viabilizar o empréstimo do computador. Pouco tempo depois, ele me chamou em seu gabinete e entregou o notebook, que ficará comigo até o mês de janeiro de 2013”, conta o estudante.

Reunião

No último dia 26 de março, membros do Conselho Estadual de Pessoas com Deficiência e da Comissão Cão-Guia de Sergipe estiveram reunidos no IFS com a professora Ruth Sales, pró-reitora de Pesquisa e Extensão, e Otacílio Cerqueira, chefe do Departamento de Relações Institucionais. Durante a reunião, os representantes do instituto expressaram apoio ao projeto do centro de referência de cães-guia.

Na oportunidade, discutiu-se a possibilidade do estabelecimento de uma parceria entre os centros e o IFS, a fim de que este último se torne uma referência no assunto em Sergipe. Caso o projeto do IFS seja selecionado, ele contará com o apoio técnico e financeiro do Ministério da Educação (MEC) e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, de forma a assegurar o adequado funcionamento dos centros a serem implantados.

Centros

Os centros fazem parte do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência - Plano Viver Sem Limite, instituído pelo Decreto 7.612 de 17/11/2011, para promover, por meio da integração e articulação de políticas, programas e ações, o exercício pleno e equitativo dos direitos das pessoas com deficiência, tendo como eixos a educação, inclusão, saúde e acessibilidade. Cada centro de formação contará com estrutura física constituída por salas de aula, mini-auditório, administração da unidade, alojamentos, canil, clínica veterinária, maternidade, unidade de descarte e pista de treinamentos.

Em 2007, o governo sancionou a Lei nº 11.126, de 27 de junho de 2005, que assegura à pessoa com deficiência visual, usuária de cão-guia, o direito de ingressar e permanecer com o animal nos veículos e nos estabelecimentos públicos e privados de uso coletivo. No Brasil existem 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Destas, cerca de 528.624 pessoas possuem deficiência visual, segundo o Censo do IBGE 2010. Somente na região Nordeste são 129.465 pessoas que não enxergam e outras 2.062.990 que têm grande dificuldade de enxergar.

Najara Lima

Fonte: Plenário - Publicado neste site em 07/05/2012

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui