Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 700 - #3
-
Homenagem Pet - Acenda uma Vela para seu Pet
No Japão, prefeitura ameaça criar imposto se donos não recolherem cocô de cachorros

Para governo local, medida auxiliará na conscientização de moradores que não recolhem as fezes de seus animais


Moradores da cidade de Izumisano, no Japão, terão que pagar um imposto pela posse de seus cães caso não se habituem a recolher as fezes dos animais. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (29/06) pelo prefeito Hiroyasu Chiyomatsu, que deseja “aprimorar a moral e as boas maneiras” dos cidadãos.

Falando à imprensa, Chiyomatsu considerou que 'o que é mais importante é que a cidade torne-se mais limpa'. Para tanto, o governo local deixou claro que colocará em prática tanto uma “forte fiscalização” quanto uma campanha pela maior conscientização dos donos de cachorros que deixam os dejetos de seus animais nas calçadas. 

“Se a campanha de conscientização não funcionar, então seremos obrigados a implementar o imposto', frisou o prefeito.

Esta não é a primeira vez que a cidade tenta mobilizar os donos dos 5375 cães registrados junto à prefeitura. Em outra ocasião, já havia sido aprovado um estatuto que determinava uma multa de mil ienes (cerca de 25 reais) para aqueles que não recolhessem as fezes de seus cães.

De acordo com o jornal local Mainichi, ainda que a prefeitura já tenha recebido em menos de um ano mais de 30 queixas de moradores incomodados com fezes de cães largadas pelas ruas, oficiais nunca aplicaram as multas previstas no estatuto municipal.

Questionado durante a entrevista coletiva qual será o destino para as verbas amealhadas com o novo imposto, Chiyomatsu afirmou que o dinheiro será dirigido para a formação de patrulhas que multarão infratores e recolherão a sujeira deixada pelos cães.


Fonte: Opera Mundi - publicado neste site em 30/06/2012

- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui