Índice de Notícias

Cães
Gatos
Todos
Translate
Traducir
Temas Pet
Boletim Eletrônico - N° 982 - #3
-
Homenagem Pet - Acenda uma Vela para seu Pet
Autoridades confirmam que não há casos de contaminação em ração
 
Em Uberaba, a moradora Virginia Borges, residente na rua Tenente João Dias, no bairro Costa Teles I, disse que perdeu cinco dos nove cachorros que tinha em casa. Ela suspeita de que a morte tenha sido causada pela ingestão da ração da marca Magnus Filhote.

Supra – A presidenta da Sociedade Protetora de Animais de Uberaba (Supra), que possui 350 cães em sua sede, relatou à reportagem do JORNAL DE UBERABA (JU) que alimenta os cães há três meses com a ração Magnus Prêmio e que esta nunca causou nenhum problema aos animais. “Questionei o veterinário do Hospital Veterinário de Uberaba, Cláudio Yudi, e, segundo ele, quando ocorre uma gastrite em um cão, o vírus passa para outros cachorros imediatamente”, ressaltou.

Magnus – A reportagem contatou a assessora de comunicação da Magnus, Cristine Mendonça, que afirmou que não possui registro de nenhum caso confirmado de contaminação em Uberaba ou outras cidades do Estado de Minas Gerais.

Todos os casos confirmados registrados ocorreram no Espírito Santo. “É importante lembrar que a lesão hepática no animal pode ser causada também por vários outros fatores, como pré-disposição do animal, baixa imunidade, falta de vacinação, doença do carrapato, etc. Por isso, todos os contatos feitos com a empresa estão sendo analisados com cuidado e atenção, de modo a buscar identificar as reais causas da doença do animal”, ressaltou.

Cristine enfatizou que o Ministério da Agricultura já realizou a fiscalização da fábrica de Uberlândia (onde são produzidas as rações distribuídas no ES e em MG) e não constatou nenhuma irregularidade no processo de fabricação, conforme laudo de fiscalização entregue à empresa. “A Sra. Virginia Borges ainda não contatou a empresa e os cães dela morreram em setembro. Foram suspensas, imediatamente, a Fórmula Natural Pequenas Raças dos lotes 136-12A e 136-12C, com fabricação em 15/05/2012. Caso existam animais que estejam consumindo o produto deste lote e apresentem algum dos sinais clínicos descritos anteriormente, a empresa solicita que os proprietários entrem em contato com o SAC, pelo telefone 0800-773 3577 ou através do site www.adimaxpet.com.br, para que possa ser prestada a assistência necessária”, acrescentou.


Fonte: Jornal de Uberaba - Publicado neste site em 30/12/2012


- Temas Pet é enviado a pessoas cadastradas ou indicadas. Se não deseja recebê-lo, ou considere que foi cadastrado indevidamente descadastre-se aqui